RADIOCIRURGIA


Uma técnica estabelecida, moderna e de precisão milimétrica. Não invasiva e sem cortes.

Entenda como funciona esse tratamento que revolucionou a neurocirurgia:

O que é radiocirurgia?

A radiocirurgia é frequentemente confundida com a radioterapia, mas, apesar de também usar radiação ionizante para o tratamento, tem uma lógica completamente diferente. É um procedimento multidisciplinar do qual participam o neurocirurgião, o radioterapeuta e o físico médico. Costuma ser feito em um único dia. A depender do aparelho, os raios gama ou raios X são utilizados para atingir regiões profundas do cérebro ou da coluna vertebral, sem a necessidade de cortes. Durante o procedimento, uma alta dose de radiação chega somente na área doente. As áreas normais ao redor são poupadas. Pode ser utilizada como alternativa à cirurgia convencional ou como método complementar.

O que é Gamma Knife?

Gamma Knife é um dos tipos de aparelhos que realizam radiocirurgia. Nele, dezenas de feixes de raios gama orientados por coordenadas espaciais são direcionados aos pontos pretendidos com auxílio de uma mesa robótica. É executado, dessa forma, o plano definido pela equipe em um programa de computador especializado. O procedimento é realizado com uma precisão absurda (submilimétrica), comparável a um fio de cabelo.

Como que funciona o tratamento com Gamma Knife?

Inicialmente, o paciente passa em consulta tanto com o neurocirurgião quanto com o radioterapeuta. Na semana do tratamento são adquiridos os exames para o planejamento. No dia do tratamento, é fixado à cabeça do paciente o “halo de estereotaxia” (que permite os cálculos matemáticos necessários, além de fixar a cabeça). É realiza a tomografia com as coordenadas. A equipe, de posse de todos os exames, faz o planejamento do caso no computador. Só então o paciente é colocado no aparelho de Gamma Knife para o tratamento. Dependendo do caso, pode durar mais ou menos tempo, mas em média o procedimento dura uma hora e meia.

O gamma Knife é para mim?

Para esse tipo de resposta, é necessário consulta com um neurocirurgião que atua na área de radiocirurgia. Essa técnica pode ser usada em varias doenças, como tumores cerebrais, MAV’s, tremor e neuralgia do trigêmeo, mas nem sempre o paciente é candidato à técnica. Somente um médico capacitado pode fazer esse tipo de julgamento.

Existem outros métodos de radiocirurgia além do Gamma Knife?

Sim. Outra modalidade de aparelhos, os chamados aceleradores lineares, também são capazes de realizar radiocirurgia, havendo algumas peculiaridades. Nele, em vez de raios gama, são utilizados raios x. Apesar do Gamma Knife ser considerado o padrão ouro, pela sua altíssima precisão, os aceleradores lineares (LINAC), desde que adequadamente equipados, também podem ser usados para radiocirurgia.

Quais as vantagens do gamma knife em relação a outros métodos de radiocirurgia?

Diferentemente dos aceleradores lineares, o Gamma Knife é um aparelho dedicado ao tratamento de doenças do cérebro, sendo o procedimento realizado em apenas um dia. Além disso, pela engenharia diferenciada do gamma knife, ele permite que uma menor dose de radiação cheque ao tecido sadio. Não só o aparelho, como também a equipe envolvida é especializada no tratamento das doenças neurológicas.

Quais os possíveis efeitos não desejáveis após uma radiocirurgia?

Como qualquer procedimento, uma radiocirurgia não é isenta de risco. Nada na vida tem risco zero. O simples fato de atravessar a rua não tem “risco zero”. A grade vantagem da radicirurgia é o fato de por ser um procedimento de precisão milimétrica, o controle de riscos é extremamente rigoroso, levando o risco de eventos adversos a níveis extremamente baixos. A grande maioria dos pacientes recebem alta no mesmo dia sem queixas e retorna a suas atividades no dia seguinte. Uma minoria dos pacientes queixa de dor no local de apoio da guia estereotáxica, mas que resolve tranquilamente com analgésicos simples. Ao longo prazo, podem ocorrer algumas complicações como necrose localizada, no entanto a possibilidade dessas complicações pode ser reduzida com um bom planejamento.

Posso operar após realizar radiocirurgia?

Sim. Realizar uma radiocirurgia não contraindica uma cirurgia tradicional posterior, caso necessária. Como a dose é alta apenas na área doente, ela não prejudica a pele. Dessa forma, a cicatrização da pele após uma cirurgia pode ocorrer de maneira tranquila, mesmo em um paciente que já tenha realizado radiocirurgia antes.

Radiocirurgia faz o cabelo cair?

Como a alta dose é direcionada somente na área doente, as regiões de tecido sadio são poupadas. O couro cabeludo com frequência esta distante da área tratada e consequentemente não sofre qualquer efeito.

O que pode ser tratado com Gamma Knife?

De forma geral, a radiocirurgia por Gamma Knife pode ser usada no tratamento de tumores cerebrais como, por exemplo, metástases, neurimomas de acústico/schwanomas vestibulares, meningiomas, tumores de hipófise, e glioblastomas. Além disso, pode ser opção de tratamento para malformações

Sua dúvida não esta incluída nas perguntas acima? Entre em contato conosco que ficaremos felizes em responder.

ENTRE EM CONTATO


Marque sua consulta
através do 79 99124-8748 (Whatsapp )
ou deixe uma mensagem.

Tribulus Complex|appetite suppressant strong| 522 Origin Connection Time-out

522 Origin Connection Time-out


cloudflare-nginx